Que empreendedor não gostaria de  abrir uma loja on-line no Tmall Global e começar a vender na China, acedendo ao maior mercado de e-commerce do mundo? Se te interessa este tema, continua a ler.

Primeira coisa a saber, o Facebook, Instagram, Google, Gmail, Youtube, Vimeo, Blogger, Tweeter, etc; estão bloqueados na China e só quem tem uma VPN (menos 1% da população) é que os consegue aceder. A acrescer a isto, todos os sites que não terminem em “.cn” estão alojados do lado de fora da grande firewall Chinesa e por isso demorarão 2 a 5 vezes mais tempo a carregar.

Por estas e outras dificuldades não caiam no erro de pensar que basta traduzirem o vosso e-commerce para Chinês e começarão a chover pedidos vindos da China.

 

O que é o Tmall Global?

Em 2013 o Tmall, o marketplace que detém mais de 50% do comércio eletrónico na China lançou o Tmall Global: uma plataforma transfronteiriça online que permite que marcas internacionais vendam directamente aos consumidores Chineses sem terem que ter uma presença física na China i.e. sem terem que registar uma empresa na China.

Com o Tmall Global, as encomendas podem ser enviadas directamente do estrangeiro e os pagamentos podem ser liquidados na moeda de escolha. As mercadorias são enviadas diretamente para a China por transferência consolidada ou entregues por correio expresso, e distribuídos através de armazéns aduaneiros Tmall. Os especialistas transfronteiriços internacionais de dropshipping da Tmall asseguram a entrega aos consumidores Chineses em 5 a 8 dias úteis.

 

O que é preciso?

Neste artigo, vou guiar-vos através dos requisitos de elegibilidade, registo e procedimentos para a criação de uma loja on-line no Tmall Global.

 

1. Registo no TMALL Global

O registo no Tmall Global requer um depósito inicial de USD $ 25.000. Além disso, há uma taxa anual de US $ 5.000 e uma comissão de 0,5% a 5%, dependendo da categoria de produto vendida.

Depois de inscrita no Tmall Global, a empresa estrangeira deve abrir uma conta Alipay para poder receber os pagamentos feitos pelos consumidores Chineses. A isso acresce uma taxa de serviço extra de 1% para cada transação feita em tempo real.

Mas antes disso os requisitos básicos…

Só as empresas registadas fora da China continental são elegíveis para vender no Tmall Global. A empresa deve possuir uma licença comercial no país de origem e ser detentora da marca que quer vender ou ser a distribuidora autorizada se a marca não for sua.

Requisitos do processo operacional

Para cumprir com a lei do consumidor, os comerciantes estrangeiros precisam de oferecer suporte ao cliente Chinês. Isto inclui por exemplo fornecer uma maneira de lidar com as devoluções. A Tmall Global pode no entanto auxiliar-vos nestes processos indicando-vos empresas locais que tomarão conta desses procedimentos.

Produtos
Os produtos originalmente produzidos ou vendidos pelo exterior devem ser genuínos, ter um certificado de origem e respeitar a lei Chinesa e os requisitos do Tmall Global.

Rotulagem
Os rótulos do produto devem usar descrições chinesas, unidades internacionais de medida e fornecer uma forma de contacto em caso de dúvidas ou reclamações.

Logística
Os serviços de logística devem começar dentro de 72 horas através de entrega directa ou num armazém aduaneiro da China continental. É também necessário ter usar um sistema de tracking de cada parcela enviada.

 

2. Encontrar um Tmall Partner autorizado (TPs)

Em março de 2015, a Tmall anunciou uma política de invitation only para todos os novos registos no Tmall Global. As empresas devem agora procurar um Tmall Partner (TPs) para poder finalizar o registo. No fundo um agente que já detenha uma relação com o Tmall Global e vos possa ajudar no processo de registo.

Com mais de 15.000 marcas à venda no Tmall Global, passou a existir uma verdadeira indústria de TPs, desde pequenos a grandes agentes.

 

3. Como receber em Portugal?

As empresas estrangeiras precisam de abrir uma conta Alipay para poder receber das vendas feitas pelo Tmall. O Alipay funciona muito como o Paypal i.e. liga-se o Alipay a uma conta bancária Portuguesa os consumidores Chineses pagam as suas compras por Alipay (em RMB que é a moeda Chinesa) e depois o Alipay converte o RMB em EUR e envia-os para a conta bancária da empresa Portuguesa. O que significa que não há necessidade de abrir uma conta bancária na China. O Alipay cobra uma taxa de serviço entre 1,8 e 3% por remessa. Quanto maior o valor da transação mensal, menor será a comissão cobrada.

Os comerciantes podem optar por receber quando o volume de negócios atingir um montante específico (mínimo de US $ 5.000) ou por período (semana, mês ou trimester).

 

4. Taxas e Encargos do Tmall Global

Depósito
Na altura do registo as empresas têm de enviar US $ 25.000 à Tmall Global sob forma de caução. Esta garantia servirá no caso de virem a acontecer quaisquer danos ou despesas incorridas pela Tmall Global em resultado de violação do direito do consumidor ou dos termos e condições acordados entre a empresa Portuguesa e o Tmall Global.

Taxa anual
O Tmall Global cobra uma taxa de serviço pelos serviços prestados. O valor desta taxa depende da categoria dos produtos vendidos sendo que por exemplo, a categoria de cosmética paga mais taxa do que a categoria de produtos alimentares.

Taxa de transação em tempo real
O Tmall Global cobra uma comissão por transação com base na categoria do produto vendido. A taxa de comissão é calculada com base no preço do produto e no custo de logística: Comissão = {(Preço do produto) + (Taxa de Logística)} * Comissão aplicável.

Alipay
A Alipay também cobra uma taxa de serviço de 1%, aplicada a cada transação. É aplicada sobre o total do preço do produto e da taxa de logística:

Taxa Alipay = (Preço do produto + Taxa de Logística) * .01

Outros
Impostos, taxas governamentais ou quaisquer encargos financeiros. É necessário ver caso-a-caso em função do tipo de operação e país de origem.

Como conseguiram perceber o processo não é exactamente fácil, rápido ou para todas as bolsas mas pensem que o Tmall Global é o maior centro comercial do mundo. Como qualquer centro comercial, os logistas “convidados” a vender aqui têm de ter alguma estrutura e uma marca estabelecida. Para as empresas Portuguesas que quiserem ter uma estratégia de médio/longo prazo para entrar na China o Tmall Internacional é provavelmente a melhor forma de testarem o mercado mantendo o controlo da vossa operação.

 

Alternativas

Existe sempre a opção de encontrar uma loja multimarca que queira vender os vossos produtos no Tmall. Esta solução dá menos trabalho e pode ser mais rápida, mas poderão não conseguir ter a exposição necessária à vossa marca. Será sempre possivel abrir uma empresa na China e vender pelo Tmall doméstico ou pelo Taobao mas será mais caro e moroso abrir uma empresa na China.